segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Polinização e dispersão das plantas


A polinização e a dispersão de frutos e sementes, realizadas por várias espécies de animais, são etapas essenciais da reprodução das plantas. O grão de pólen é transportado de uma flor a outra para que ocorra a fecundação e as sementes seja depositado em local propício, o que leva à germinação.

Algumas plantas utilizam a água ou o vento para esse transporte, mas a maioria das espécies vegetais superiores se utiliza de espécies animais como abelha, vespas, formigas, besouros, borboletas e pássaros para realizar esta função. Essa relação de dependência resulta de uma evolução conjunta entre as plantas e os animais, a chamada co-evolução. É um processo tão forte que, se um dos elos deixa de existir, o outro também será grandemente prejudicado.

A ausência dos polinizadores pode trazer prejuízos para a reprodução de alimentos, pois grande parte dos grãos e frutas cultivados depende de animais para a sua reprodução.

A fauna também tem papel fundamental na dispersão de propágulos (frutos e sementes), que é outro importante processo para a manutenção das plantas em vários habitats. Ainda que ela possa ser realizada pela água ou vento, na maioria das vezes os animais (aves, mamíferos, peixes insetos), ao se alimentarem dos frutos, levam as sementes para outros locais, permitindo a formação de novas florestas ou matas, e a manutenção das atuais.

Toda essas atividades são enormemente prejudicadas com os desmatamento e com a caça e a pesca predatórias. (Manual de Educação para o Consumo Sustentável)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário